Aditivos | Adoçantes | Alimentos funcionais |  Amidos | Análises | Aromas | Aves  | Bebidas | Carnes | Cereais | Cromatografia | Embalagens | Extrusão | Frutas e Hortaliças | Geoprocessamento | Gomas | Laboratórios | Laticínios | Legislação | Massas | Microbiologia |Óleos e Gorduras | Panificação | Pescados | Rações | Reciclagem | Reologia | Saúde | HACCP | GMP | 

Home
Acima
Cotação
Anunciar no site
Desenvolver Projetos
Site Map

 

 

 
 
 
 

Camarão-sete-barbas

Também conhecido como camarão rosa, camarão branco, camarão pistola. Trata-se de algumas espécies de crustáceos decápodes, macruros, peneídeos, cujo cefalotórax tem sulcos longitudinais laterais, crista pós-rostral e o sexto segmento abdominal provido de sulcos dorsolaterais. São três as espécies conhecidas: Penaeus brasiliensis, de cor vermelha, superiormente; P. aztecus, castanho, extremidade das patas abdominais azuladas; e P. duorarum, vermelho.

Estas espécies ocorrem em todo o litoral brasileiro em várias espécies. Algumas como o camarão branco e o rosa têm importância nacional. Outros são de valor regionalizado sem, no entanto, menosprezado a importância para as populações locais. Nas regiões Norte e Nordeste, a pesca de camarão rosa tem grande importância econômica pela exportação que chega as 6.000 ton./ano.

Ø      Área de ocorrência: do Espírito Santo a Santa Catarina.

Ø      Limite máximo anual de captura: 12,8 mil toneladas.

Ø      Maior produção obtida: 15,5 mil toneladas, em 1981.

Ø      Destino: mercado interno.

Ø      Situação atual: exploração preocupante.

 

Acima ] Camarão ] Processamento ]

 

 

 

 Clique aqui para desenvolver seus projetos com o setor1