Aditivos | Adoçantes | Alimentos funcionais |  Amidos | Análises | Aromas | Aves  | Bebidas | Carnes | Cereais | Cromatografia | Embalagens | Extrusão | Frutas e Hortaliças | Geoprocessamento | Gomas | Laboratórios | Laticínios | Legislação | Massas | Microbiologia |Óleos e Gorduras | Panificação | Pescados | Rações | Reciclagem | Reologia | Saúde | HACCP | GMP | 

Home
Acima
Cotação
Anunciar no site
Desenvolver Projetos
Site Map

 

 

 
 

 
 

Tipos de cerveja

Os principais tipos de cervejas são:

v Cerveja Pilsen: a denominação Pilsener ou Pilsen é oriunda da cidade de Pils, localizado na atual República Checa, formada pela Boêmia e pela Moravia. A cerveja Pilsen criada em 1842 nesta região apresenta uma coloração clara, de tonalidade dourada brilhante, produzido pelo processo de fermentação profunda, com teor alcoólico baixo, entre 3 e 5%, possui um teor de extrato primitivo, que varia de 11 a 13,5%. Atualmente, cerca de 60% de todas as cervejas e chopps Pilsen produzidos no mundo são deste tipo. A denominação “pilsener" foi uma alternativa inteligente para evitar conflitos internacionais. No Brasil, o consumo de cerveja Pilsen, representa 98% do mercado, devido principalmente ao clima favorável, ficando o restante para as do tipo bock, light, malzbier e stout. 

v Cerveja Bock: É uma cerveja de sabor mais forte e encorpado, geralmente de coloração escura e de grande aceitação. Classificado como uma cerveja de fermentação profunda, de processo lento ou Larger.

v   Cerveja Stout: este tipo de cerveja é originário da Irlanda, produzido a partir de cevada torrada, que produz um malte especial (escuro) e possui um sabor amargo conferido pelo lúpulo associado ao adocicado do malte. Enquadrado como cerveja de fermentação superficial, por possuir alto teor de álcool (5 a 6,5%). Possui também elevado teor de extrato primitivo, cerca de 15%.

v   Cerveja Ice: criado recentemente no Canadá (1993), cuja fabricação envolve o processo “ice process”. Após a fermentação do mosto, este é submetido em temperatura inferior a zero grau, que transformam a água em finos cristais de gelo que são posteriormente retirados, produzindo assim uma cerveja mais forte e refrescante;

v   Cerveja sem álcool: diferencia-se da cerveja tradicional, por permanecer um período mais longo durante a etapa de decantação, que perde o álcool por volatilização;

v   Chope ou Chopp: segue praticamente o mesmo processo da fabricação da cerveja, entretanto, não passa pelo processo de pasteurização. Pelo fato de não terem sido pasteurizado, as leveduras remanescentes ainda estão presentes, assim, o prazo de validade é muito reduzido, em torno de 10 a 15 dias.

 

Acima ]

 

 

 

 Clique aqui para desenvolver seus projetos com o setor1